CONSÓRCIO É INVESTIMENTO?

Primeiramente é interessante separar MEIO DE AQUISIÇÃO de INVESTIMENTO FINANCEIRO.

Isso porque tudo aquilo que se paga juros ou quaisquer outras taxas, sejam elas de administração, por exemplo, deixa de ser um investimento e passa a ser um pagamento mensal como outro qualquer, já que você não está adquirindo um bem com desconto ou usufruindo da mágica dos juros compostos a seu favor, mas pagando mais por aquilo que poderia lhe custar menos se tivesse poupado dinheiro suficiente e consequentemente obtendo maior poder de barganha numa negociação.

Apesar do apelo comercial de que o consórcio aparenta ser uma modalidade de crédito mais barata que o financiamento, visto que, ao invés, de pagar taxa de juros paga-se taxa de administração, mesmo assim, não deixa de ser um empréstimo. O que ocorre é que ele é diluído com os demais integrantes do grupo que têm como finalidade formar uma poupança para a aquisição de bens móveis, imóveis ou serviços. É o que podemos denominar de um meio do caminho entre comprar à vista e financiado.

O consórcio é uma invenção 100% nacional criada em 1962 e inspirada numa espécie de “vaquinha japonesa” chamada de Tanomoshi que é uma ação de origem japonesa entre amigos ou entre integrantes de uma comunidade. Trata-se de um ‘consórcio’ de dinheiro que não cobra juros nem taxas.

Com a instalação da indústria automobilística no país e em virtude da falta de oferta de crédito direto ao consumidor na época, funcionários do Banco do Brasil tiveram a ideia de formar um grupo de amigos cujo objetivo principal era constituir um fundo para aquisição de automóveis a todos aqueles que participassem da arrecadação dos recursos sendo que a forma pelo qual escolhida para essa contemplação era o sorteio. Diante disso, surgiu o Consórcio como uma alternativa intermediária entre a aquisição à vista e o financiamento de bens e serviços através da concessão de crédito isento de juros. Com a profissionalização do mercado, a formação desses grupos passou a ser realizada por uma Administradora de Consórcios, autorizada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil, e que cobra um percentual sobre o valor total da carta de crédito em razão da prestação de serviço que é a administração destes grupos. Esta taxa de administração varia de acordo com cada empresa em função da modalidade de consórcio e prazo do plano escolhido. A prestação deste serviço de gestão é também de zelar pela saúde financeira do grupo (ex. de taxas de administração cobradas no mercado: 20% de taxa de administração total para créditos de R$55 mil a R$240 mil).

No sistema de consórcio, mensalmente (ou conforme estipulado em contrato), a administradora contempla o participante, por sorteio ou lance com o crédito no valor do bem ou do serviço contratado, até que todos sejam assistidos e recebam sua carta de crédito. A contemplação coordenada pela administradora é realizada via sorteio ou através de lance (direito que o consorciado possui a contemplação mediante a antecipação de parcelas). O lance prestigiará sempre aquele que fizer a melhor proposta de acordo com as regras de contrato dependendo da disponibilidade de caixa do grupo. Já o sorteio serve apenas para organizar a ordem de recebimento do crédito, uma vez que todos os participantes do grupo o receberão até o final do plano.

A Carta de Crédito é o documento pelo qual o consorciado irá adquirir o bem ou serviço da sua escolha. No caso da aquisição de imóveis devem ser apresentadas todas as garantias exigidas pela administradora de forma a proteger os interesses do próprio consorciado.

A vantagem do consórcio é da possibilidade que o participante tem em resgatá-lo antecipadamente seja por sorteio ou por lance diferentemente do investimento, onde esse sim é devidamente remunerado ao longo do período em que o dinheiro ficará aplicado sem o pagamento de quaisquer juros ou taxas de administração sobre o bem almejado, mas resultando num prazo maior para a realização do objetivo.

Por outro lado, uma das desvantagens é que não é possível abater as taxas com a antecipação de seus pagamentos, pois estamos falando de taxas de administração que se refere à prestação de serviços do administrador e não taxas de juros como no caso do financiamento.

As parcelas do consórcio são corrigidas anualmente pelo INCC (Índice Nacional de Custo da Construção Civil) ou Custo Unitário Básico (CUB) para imóveis; tabela do fabricante ou FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) para autos e para os serviços o indicador mais comum é o IGPM (Índice Geral de Preços do Mercado). Somado a isso, ainda há um fundo de reserva cobrado mensalmente que é utilizado para compor um fundo financeiro do grupo que poderá ser utilizado para cobrir pagamento de seguro de quebra de garantia em razão de inadimplências dos participantes, cobertura de eventuais insuficiências de receitas, cobertura de diferenças de parcelas e outras constantes no regulamento do plano adquirido.

Atualmente o Consórcio disponibiliza à mais de 7 milhões de consorciados uma gama variada de bens móveis, imóveis e serviços, que vão desde bens de produção, passando por caminhões, implementos agrícolas e rodoviários, ônibus, tratores, colheitadeiras, embarcações, aeronaves, computadores, antenas parabólicas, pneus, motocicletas, passando pelos eletroeletrônicos, kits de casa pré-fabricada, imóveis, construção e reformas, até serviços de quaisquer naturezas como cirurgias plásticas (fonte: ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios).

Uma coisa é certa, como sempre comentamos em nossos artigos, não existe almoço grátis, pois ao anteciparmos um objetivo que é a aquisição de um determinado bem ou serviço sem a totalidade dos recursos necessários quem te empresta sempre requererá um percentual sobre o principal, pois, o dinheiro ao longo do tempo tem seu valor, seja este denominado taxa de juros ou taxa de administração, ambos farão com que desembolse mais por aquilo que poderia custar menos, portanto, nada melhor que a disciplina e os Investimentos Frequentes Mensais para a acumulação do capital suficiente à realização dos seus Projetos de Vida mais almejados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *